simposium.png Boas-vindas

Pan e Os Verdes apresentam projeto lei contra a comercialização de Diclofenac para proteção de aves necrófagas

29 de junho - 2018

Pan e Os Verdes apresentam projeto lei contra a comercialização de Diclofenac para proteção de aves necrófagas
Os partidos PAN e Os Verdes apresentaram este ano projetos de lei que recomendam a não autorização da comercialização do Diclofenac, um medicamento anti-inflamatório usado na medicina humana e veterinária, que provoca a morte de aves necrófagas.

Em Março, o PAN apresentou ao governo um projeto de resolução que recomenda a proibição da venda Diclofenac, "argumentando que este mata abutres e outras aves necrófagas". Passado dois meses foi a vez do partido Os Verdes apresentar outro projeto de lei que visa proibir a utilização do Diclofenac na pecuária.

No seguimento dos acontecimentos, a Ordem dos Médicos Veterinários enviou também um parecer à Direção-Geral de Alimentação e Veterinária "a desaconselhar a comercialização do fármaco no nosso país". Segundo Jorge Cid, bastonário da Ordem, em declarações ao Jornal i, a OMV tomou uma posição semelhante à dos partidos e não aconselha a utilização do Diclofenac em Portugal uma vez que a razão custo-benefício não compensa e ainda tendo em conta os perigos ambientais que acarreta.

Eduardo Santos, da Liga para a Proteção da Natureza (LPN) explicou ao Jornal i que o Diclofenac é um anti-inflamatório que, à semelhança de outros fármacos do mesmo género, para além de poder ser usado na medicina humana também pode ser administrado em animais, em particular na pecuária. Estes animais que receberam a medicação, ao morrerem, tornam-se alimento para as aves necrófagas, que consequentemente acabam por morrer intoxicadas, neste caso por insuficiência renal aguda.

O alerta inicial do problema surgiu na Índia, que ao longo de mais de uma década viu as populações de algumas espécies necrófagas a diminuir. Este caso permitiu comprovar os perigos do uso deste medicamento para estes animais.

Sendo as populações de aves necrófagas muito reduzidas na Europa, pode estar-se perante um risco de extinção elevado. É por isso que tanto Eduardo Santos como Jorge Cid aconselham a utilização de alternativas mais viáveis e seguras para as aves e que apresentam um efeito farmacológico similar ao Diclofenac, como é o caso do Meloxicam.
Fonte: Jornal I Online. Foto: https://www.tribunaalentejo.pt/tags/abutres